Criatividade e a Invenção do Velcro

Criatividade e a Invenção do Velcro

Certo dia, George, um inventor e alpinista amador suíço, estava a passear com seu cão quando notou que o pelo do animal estava todo embolado e cheio de carrapicho.

Curioso como sempre, ele retirou alguns carrapichos do cachorro e resolveu descobrir porque aquelas sementes agarravam no pelo dos animais e em nossas roupas.

Através de um microscópio, George observou que as sementes tinham pequenos ganchos na ponta, o que possibilitava a aderência a qualquer superfície peluda.

Com a ideia fixa na cabeça, resolveu inventar algo parecido. E, depois de muitas tentativas e erros, criou o que hoje conhecemos como “velcro”, uma  combinação de duas palavras francesas: “velours”  (que significa veludo) e “crochet” (que significa gancho).

PUBLICIDADE

A invenção foi patenteada em 1955 e uma indústria do velcro foi criada para fabricar o produto.

George Mestral chegou a vender mais de sessenta milhões de metros de velcro por ano.

Hoje, essa é uma indústria multinacional que gira de milhões de dólares todo ano.

O Instituto Montanari ACREDITA e INCENTIVA a SUA LUTA pelo SUCESSO, sempre!

PUBLICIDADE

Os artigos do Instituto Montanari estão em constante evolução. Aqui você também faz o conteúdo.

Você pode colaborar conosco, enviando sugestões e até os seus próprios textos. 

Ah, você também pode contar a sua história! Para tanto, converse conosco através do e-mail: 

contato@institutomontanari.com.br

PUBLICIDADE

Será um prazer imenso fazer contato contigo!

Obrigado!

Deixe uma resposta