MAIA DEFENDE 4ª E 5ª PARCELAS DE 600 REAIS | AUXÍLIO EMERGENCIAL PERMANENTE?

Vamos para mais algumas informações sobre a prorrogação do auxílio emergencial e sobre a possiblidade de que este auxílio se torne permanente.

Hoje pela manhã, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou em uma entrevista que, apesar da equipe econômica do governo federal ter proposto a prorrogação do auxílio emergencial com mais duas parcelas de R$300,00, ele defende que a 4º e 5º do parcela do auxílio seja também de R$600,00.


Segundo ele, o parlamento quer melhorar o programa e pra isso eles irão procurar as condições necessárias no orçamento fiscal para financiar a manutenção do valor de R$600,00 para o auxílio emergencial.

A dúvida que fica é.. se o governo falou que só pode pagar R$300,00 nas próximas parcelas, por que o presidente da Câmara está defendo o valor de R$600,00?

Saiba mais sobre a Prorrogação do Auxílio Emergencial de 600 reais

Auxílio Emergencial de 600 reias

Bom, segundo Rodrigo Maia, para financiar a prorrogação de R$600,00, além do inevitável aumento da dívida pública com a emissão de crédito extraordinário, Maia comentou mais uma vez que pode haver discussões para possíveis cortes nos salários dos políticos e servidores públicos federais, e também pode haver o retorno da discussão da reforma tributária.

Segundo ele, o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre está avaliando trazer de volta a discussão da reforma tributária, pois através dela, existe a possiblidade de se conseguir uma redução dos subsídios tributários e uma repactuação das deduções, possibilitando assim, uma nova fonte de receitas que podem diminuir o impacto da dívida pública no próximo orçamento.


Outro ponto importante que foi dito pelo presidente da Câmara foi a possível criação de um programa de renda mínima para 2021

Bom… Rodrigo Maia afirmou ainda que já está sendo debatido entre um grupo de parlamentares a possibilidade de que o auxílio emergencial se torne um auxílio permanente. Segundo ele, existem muitas distorções no orçamento brasileiro e que, devido a isso, é possível encontrar fontes financeiras que possam possibilitar a efetivação dessa renda mínima permanente.

Para isso, o Congresso necessitará debater juntamente com o governo federal e a sociedade em si, para encontrarem a melhor maneira de financiar e implementar esse projeto.

Para o presidente Rodrigo Maia, a ideia é discutir essa matéria ao longo deste ano de 2020, para que, em 2021, o projeta de renda mínima permanente possa se efetivar.

Deixo pra vocês agora a parte da entrevista concedida pelo Rodrigo Maia onde ele comenta sobre a possibilidade do programa de renda mínima e sobre a prorrogação do auxílio emergencial.