Motivação: a chave para alcançar suas metas em 2014

Alcançar o topo da montanha pode ser difícil, principalmente se você não tiver um bom motivo para estar tentando fazer isso. Mas, quando se está motivado, tudo o que era difícil passa a ser ignorado com uma facilidade incrível. As dores nos joelhos não incomodam tanto, a mão já não arde com tanta frequência, a sua mente amortece todos os inconvenientes, porque ela só pensa em uma coisa: chegar ao topo.

O mesmo acontece quando pensamos na vida que levamos. A morte de um familiar, um revés qualquer do destino, a consequência de seus erros de um passado pouco distante… Tudo isso pode fazer com que a sua escalada ao sucesso seja prejudicada.

Entretanto, do mesmo jeito que o alpinista conta uma motivação apropriada, você também deve ter uma que te faça subir sem olhar para baixo, com foco na conquista dos objetivos traçados para mais um ano que se aproxima.

O MITO DAS PROMESSAS DE FIM DE ANO

Muitos se acostumam a estipular metas para serem cumpridas no ano novo que chega, mas muitas delas são desconexas e pouco tem a ver com o desejo real da pessoa. Há aquela famosa promessa de que “vai parar de beber”, de que “vai parar de fumar”, de que “vai entrar numa academia”, quando isso não condiz com os desejos reais ou inconscientes da pessoa.

De fato, algumas pessoas acreditam que a entrada do ano traz algo mágico, capaz de fazer desaparecer toda aquela vontade de fumar um cigarrinho, de ficar vendo televisão e de tomar uma cervejinha nos horários livres, independentemente de sobrar, ou não, tempo e disposição para dar uma caminhada ou fazer musculação.

Você sabe que essas coisas fazem mal, que o que você prometeu vai melhorar seu humor e a sua saúde, mas fumar, beber e procrastinar é tão prazeroso que fica difícil deixar pra lá. A não ser que a notícia de que você está em risco de vida, tendo que adotar uma dieta super restritiva, apareça. Daí, talvez, você deixe o seu antigo hábito de lado, para adotar um estilo de vida bem mais saudável.

Tudo depende da motivação! Normalmente, quando o indivíduo vê que poderia perder a sua saúde, muda de atitude. Isso mitifica os desejos de fim de ano, tornando-os muito distantes e incoerentes com a realidade.

O primeiro passo para você mudar é caminhar por um trajeto que te leve para mais perto de seus objetivos. Pegar pontos isolados e tentar conquistá-los não é fazer isto, é andar em ziguezague, e olhe lá. Não faz nenhum sentido.

SEJA REALISTA

Outro problema das metas é a falta de coerência com a realidade. Todos sabem que não é possível, na maioria das vezes, parar de fazer algo de forma tão fácil, indolor e sem traumas. O nosso cérebro não trabalha dessa maneira. Assim que algo vira hábito, a nossa mente encara isso como uma lei natural. Para nos desacostumarmos, faz-se necessário um esforço hercúleo. Comece por baixo. Mude aos poucos, crie metas ascendentes e não tente bancar mais do que você é capaz de suportar.

Ser realista e pragmático desta forma faz com que você dê pequenos empurrões de estímulo, que não deixam a sua motivação baixar. Assim que pequenas metas vão sendo cumpridas, sua autoconfiança vai aumentando. Você vai se sentindo mais capaz de cumprir as próximas e, assim, a motivação permanece por mais tempo.

Fazer uma programação das suas metas, todas conectadas, pode fazer com que o ano de 2014 seja bem diferente do que 2013 foi.

Sem motivação você não vai chegar muito longe. Nas primeiras dificuldades a vontade de desistir aparecerá. Comece por baixo, sem muita complexidade. A confiança virá com cada meta cumprida!

E então, já começou a estipular suas metas para o ano que vem?

O Instituto Montanari ACREDITA e INCENTIVA a SUA LUTA pelo SUCESSO, sempre!

Os artigos do Instituto Montanari estão em constante evolução. Aqui você também faz o conteúdo.

Você pode colaborar conosco, enviando sugestões e até os seus próprios textos. 

Ah, você também pode contar a sua história! Para tanto, converse conosco através do e-mail:  contato@institutomontanari.com.br

Será um prazer imenso fazer contato contigo!

Obrigado!