5 Negócios para abrir com 500 reais (ou muito menos)

5 Negócios para abrir com 500 reais (ou muito menos)

Você está desempregado ou desejando fazer uma complementação da renda familiar, quer começar um negócio próprio, mas só tem R$ 500,00 para investir? Que tal uma lista com 5 negócios para abrir com 500 reais (ou muito menos)?

Pode se animar porque é sim possível começar um negócio com 500 reais e até menos… E neste artigo vamos mostrar algumas ideias de empresas onde é possível dar o pontapé inicial com um investimento pequeno e ir crescendo aos poucos.

Vamos lá!



1. Comida (negócios para abrir com 500 reais) 

A primeira ideia é uma das mais básicas quando se tem pouca grana, mas se quer empreender: vender comida. E dentro desse universo gigante, o que não faltam são opções:

  • pode ser marmita
  • lanches
  • bolos e doces
  • geleias
  • pães caseiros
  • ou até mesmo investir em um nicho específico, como alimentos sem glúten ou lactose, almoço fit, comida vegana, enfim, há opções das mais diversas.

Dá para começar trabalhando de casa, usando a estrutura que já existe na sua cozinha. O seu investimento inicial será gasto em material para começar a produzir as suas delícias.

Uma dica aqui é: não descuide da qualidade dos seus produtos, para que uma venda impulsione outra e assim sucessivamente. Também é importante, desde o início, criar uma marca e iniciar os trabalhos para ter presença online, que será o ponto de partida para o seu negócio crescer.



2. Aulas particulares (negócios para abrir com 500 reais) 

Você fala algum idioma, toca instrumento ou tem habilidade especial em alguma matéria, como matemática, química ou física, por exemplo? Se a resposta for sim, dar aulas particulares é uma opção a ser considerada por você, como uma forma de aproveitar uma habilidade sua, que muitas vezes está guardada, para fazer uma renda extra e complementar o orçamento.

O trabalho não irá requerer praticamente nenhum custo fixo, já que você pode dar as aulas em casa, ir até os seus clientes, ou até mesmo dar aulas online.

E esse é um negócio onde um cliente chama outro e a propaganda boca a boca acaba sendo a alma do negócio. Então, você vai precisar ter atenção não apenas na qualidade das aulas, mas no atendimento prestado aos clientes, que valorizam aspectos como pontualidade, cordialidade, organização, além do conhecimento em si que está sendo repassado nas aulas.



3. Beleza em domicílio (negócios para abrir com 500 reais) 

Um jeito barato de começar a empreender se você já trabalha com beleza, como maquiagem, cabelo, depilação, unhas ou sobrancelha, por exemplo, é começar a atender por conta própria, indo até a casa das clientes.

O seu investimento inicial vai ser somente na aquisição dos produtos que utilizará para atender, sem a necessidade dos custos fixos que um salão possui, como aluguel, contas de água, luz, dentre outros.



4. Personal Organizer (negócios para abrir com 500 reais) 

Esse é um serviço relativamente novo, mas cuja procura está crescendo nos grandes centros. A vida está cada vez mais corrida, as pessoas não têm tempo de organizar as próprias coisas, como as roupas no armário, ou os mantimentos na despensa. E muitas até mesmo não sabem como fazer e acabam perdidas na sua própria bagunça.

E é exatamente aí que entra o trabalho do personal organizer, que é nada mais do que um profissional que vai até casa dos clientes para colocar ordem nas coisas, criando métodos de organização para facilitar a vida do cliente.

As possibilidades de trabalho são diversas e variam de acordo com a necessidade de cada cliente. Tem gente que precisa de ajuda no quarto, outros na cozinha, tem sempre aquele quartinho da bagunça ou um escritório onde não se acha nada. E, claro, tem até mesmo quem necessita de uma mão amiga para colocar ordem na casa toda.

O seu investimento inicial de R$ 600,00, nesse caso, deve ser usado para a divulgação dos seus serviços.



5. Personal Shopper (negócios para abrir com 500 reais) 

Nos moldes do Personal Organizer, o Personal Shopper é mais uma atividade para ajudar as pessoas que não possuem tempo. Neste caso, o profissional é responsável pelas suas compras e a atividade se divide normalmente em duas categorias específicas:

  • compras de supermercado
  • e compras de roupas e acessórios

No caso das compras de supermercado, você deve estar pensando: mas os grandes supermercados já têm serviço de delivery, o que aumentou substancialmente agora durante a pandemia. Porém, o trabalho do personal shopper é mais do que apenas ir no supermercado comprar mantimentos.

Esse profissional ajudará a montar o seu cardápio semanal de acordo com os seus hábitos alimentares e preferências, fará a lista de compras, comprará tudo e ainda organizará as compras na sua despensa e geladeira. Ou seja, o cliente paga esse serviço completamente especializado e personalizado, para não ter que se preocupar com nada.

Muitas vezes o serviço pode ainda incluir uma consultoria para quem vai cozinhar, com as receitas do cardápio sugerido.

Já no caso do personal shopper especializado na compra de roupas e acessórios, esse trabalho funciona como uma consultoria de estilo.




Esse trabalho começou para atender celebridades e artistas e acabou se popularizando para pessoas que trabalham nas mais diversas atividades, que não têm tempo ou têm dificuldade de comprar as próprias roupas e montar seus looks para as mais variadas atividades do dia a dia.

O personal irá conhecer o guarda-roupa da cliente, conversar com ela para conhecer seus gostos pessoais e entender os hábitos do dia a dia, tais como: onde trabalha e o que vestir naquele ambiente? Qual a rotina de atividades de lazer? Como é o corpo dessa cliente, ou seja, quais modelagens lhe caem melhor? E quais os gostos sobre cores, estampas, estilo mais clássico, moderno ou casual?

Com tudo isso em mente, o personal shopper vai às compras e monta vários looks completos, passando pelas roupas e acessórios como brincos, colares, e até mesmo sapatos e bolsas. Depois, leva tudo na casa do cliente para que este experimente cada look e decida quais os que gosta.

Esse serviço pode ser pontual, para ajudar em uma ocasião específica como um evento ou uma viagem, ou então ser algo mais permanente. Vai depender do gosto e do bolso do freguês.

Interessante, né? Talvez seja hora então de execução! Bom trabalho!

Ainda não achou uma opção válida para você, não se preocupe! Veja aqui 10 Coisas para comprar por 150 reais e revender (clique para acessar).



Deixe uma resposta