Portal Vacina Já: Saiba Como Fazer o Agendamento da Vacina

Portal Vacina Já: Saiba Como Fazer o Agendamento da Vacina

O portal Vacina Já é uma plataforma criada para possibilitar o agendamento da vacina. O site foi criado e disponibilizada pelo Governo do Estado de São Paulo à população.

O estado paulista vem liderando o cenário de vacinação, concentrando esforços em divulgar e adotar as medidas que possibilitem a imunização o mais rapidamente possível, respeitando os grupos prioritários, conforme o cronograma nacional.

No site é possível efetuar o pré-cadastro para agendamento da vacina, além de conferir os locais de vacinação.

Reunimos nos tópicos abaixo as principais informações a respeito do portal, como acessá-lo e como fazer o agendamento da vacina se você se enquadra nos grupos prioritários. Acompanhe:

PUBLICIDADE

 

Como Fazer Agendamento da Vacina?

Antes de fazer o agendamento da vacina, é importante conhecer os grupos prioritários, ou seja, aqueles que no estado de São Paulo terão preferência na primeira fase do cronograma.

Enquadram-se nessa fase os profissionais da saúde; população indígena e população quilombola. Se você se enquadra em algum desses grupos, então basta efetuar o cadastro no Portal Vacina Já e agendar a imunização. Confira o passo a passo:

  • Acesse o site oficial Vacina Já, ou clique neste link para ser redirecionado automaticamente à página;
  • Em seguida, clique no botão “Pré-cadastro”, como indicado na imagem abaixo:

agendamento-da-vacina

  • Informe o código de segurança e avance;
  • Na página seguinte você deverá preencher um formulário com seus dados pessoais, incluindo nome completo, CPF, data de nascimento, país, estado, município, endereço, e-mail e telefone. Então clique em avançar:

agendamento da vacina

PUBLICIDADE
  • Em seguida, termine de preencher os dados solicitados e então você estará registrado na base cadastral do portal Vacina Já. Se você se enquadrar nos grupos prioritários, poderá efetuar o agendamento da vacina escolhendo o posto de atendimento e a data, de acordo com o cronograma disponível.

 

Portal Vacina Já: Como Funciona?

O Portal Vacina Já funciona paralelamente à Vacivida, que, por sua vez, é a plataforma digital integrada que tem como função monitorar a campanha de vacinação.

Além de fazer o cadastro no site e efetuar o agendamento da vacina, no portal a população tem acesso às principais informações e atualizações a respeito dos programas voltados à contingência da pandemia no estado de São Paulo.

No portal Vacina Já, os moradores do estado de São Paulo podem utilizar a função “Locais de Vacinação” e, a partir do seu CEP, encontrar os postos de atendimento mais próximos para realizar a imunização.

Vale ressaltar que o site também reúne informações importantes a respeito da vacina. Sobre a imunização, o portal indica que:

PUBLICIDADE

“Vacina foi desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac Life Science, do grupo Sinovac Biotech”.

De acordo com o estudo, a vacina do Butantan evita 100% contra casos graves e moderados e 78% contra casos leves.

Ainda conforme informações divulgadas no site, espera-se que até o dia 28 de março, cerca de 46 milhões de pessoas estejam imunizados contra a doença.

 

Cronograma de Vacinação Sofre Alterações

Como você pôde perceber, para realizar o agendamento da vacina, é necessário seguir o cronograma. No entanto, de acordo com o protocolo divulgado incialmente pelo governo paulistano por meio do PEI (Programa Estadual de Imunização), o estado iria priorizar também os idosos com idade a partir de 75 anos.

PUBLICIDADE

No entanto, o Governo Federal comprou a maior parte das doses reunidas em São Paulo, e o estado que deveria ter 6 milhões de dose, ficou com apenas 1,37 milhão, de modo que as demais doses foram redirecionadas aos demais estados pela União.

Em decorrência disso, ainda não há previsão exata para iniciar a vacinação nos idosos. Por outro lado, São Paulo deverá cumprir o Programa Nacional de Imunização (PNI) e, no protocolo do programa, há prioridade para idosos em asilos, além da população quilombola e indígena e dos profissionais da saúde.

Vale lembrar que o Instituto Butantan ainda conta com 4,8 milhões de doses em fase final de produção e já encaminhou à Anvisa o pedido emergencial para uso dessa remessa mais recente.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta