Como Montar um Minimercado

Os Minimercados ou mercadinhos da vizinhança são uma ótima opção de negócio para quem está pensando em empreender.

Estamos falando daquele típico mercado de bairro, onde as pessoas podem encontrar artigos alimentícios e produtos de limpeza de primeira necessidade para uma reposição rápida do que está faltando dentro de casa.

Em um cenário tomado pelos grandes supermercados, esse modelo de loja acaba atraindo os consumidores justamente pela praticidade e comodidade da compra. 

Sabe quando você está fazendo aquele prato de comida e percebe que vai faltar determinado item? Ou então, quando está voltando do trabalho e passa no mercadinho que fica no caminho de casa para fazer umas comprinhas básicas e resolver a semana? São em momentos assim que um minimercado se torna o principal aliado dos seus clientes.

Nesse artigo vamos dar as principais dicas para você que está interessado em montar um minimercado e quer saber por onde começar. Vamos lá?

Mercado

Se você tem interesse nesse ramo, a primeira missão é fazer uma análise do cenário. E já adiantamos que o consumo nesse tipo de estabelecimento, caracterizado por ter, no máximo, 4 checkouts, é enorme.

Você sabia que, segundo o Sebrae, 35% do total de vendas do varejo são feitas no autosserviço, que é justamente esse tipo de loja onde o cliente entra, escolhe o que deseja e depois passa no caixa? .

Além disso, se juntarmos os minimercados e os mercados de 5 a 9 checkouts, temos 56% da venda do setor supermercadista nacional. Então, a resposta é sim, caso você esteja se perguntando se as pessoas ainda compram em mercadinhos de bairro.

O faturamento do setor é muito animador! Dados de uma pesquisa realizada pela GFK Brasil mostram que: 

  • lojas de até 1 checkout podem faturar R$ 594 mil reais por ano
  • lojas de até 2 checkouts podem faturar R$ 1,97 milhões por ano
  • e se a loja tiver até 3 checkouts a possibilidade de faturamento sobe para R$ 3,4 milhões por ano.

Está animado? Pois vamos dar algumas dicas a seguir para que você arrase nesse negócio.



Investimento

O Sebrae estima que, para começar um minimercado, você precisa disponibilizar um investimento inicial de cerca de R$ 200 mil reais. Dentro desse valor, está previsto:

  • montagem do estabelecimento (mobiliário como gôndolas, prateleiras)
  • equipamentos, como caixas, balanças, refrigeradores
  • compra do estoque inicial
  • cerca de R$ 60 mil reais para o capital de giro inicial
  • e os custos de abertura de empresa e formalização do negócio.

Vantagens

Um minimercado é um segmento de negócio cheio de vantagens. Vamos conhecer as principais? 

  • Espaço reduzido: um minimercado não precisa de uma grande área, pois o estoque se encontra praticamente todo na área de vendas, exposto nas gôndolas ou prateleiras. Então, mesmo em um espaço diminuto você consegue montar a sua pequena loja de abastecimento.
  • Negócio escalável: você pode começar pequeno e ir crescendo à medida que o seu negócio vai se firmando. Inclusive, essa é a realidade da maioria dos mercados de bairro. 

Esse crescimento, que ocorre de forma sustentável e para atender uma demanda já existente, acaba ocorrendo sob duas perspectivas: tanto a sua loja pode ser ampliada, por isso é bom procurar um ponto comercial com potencial de crescimento, quanto você pode abrir filiais em bairros próximos e ir expandindo a sua área de atuação.

  • Fidelização de clientes: Como vimos antes, esse é um segmento de negócio que responde por boa parte das compras de reposição realizada pelos clientes. Além disso, com a crise, as pessoas acabam se alimentando menos fora de casa e trocando as saídas por refeições em casa, o que aumenta o potencial de consumo do seu estabelecimento. 

Com um serviço de qualidade, o mix certo de produtos e preços competitivos certamente você conseguirá reunir clientes fiéis que sempre comprarão no seu minimercado.



Pontos Críticos de Sucesso

minimercado

Já vimos que vale a pena investir nesse segmento. Mas, para que o seu negócio dê certo e você conquiste o lucro esperado, reunimos alguns aspectos que merecem a sua máxima atenção, se estiver pensando em montar um minimercado. São os seguintes:

Mix de produtos

O mix de produtos comercializados no seu minimercado é um aspecto super importante. 

Você precisa estudar bem a sua clientela para entender os seus hábitos de consumo e assim poder munir a sua loja de tudo o que seu cliente procura. Também é importante pesquisar a concorrência, para entender o que os outros mercadinhos localizados no seu bairro oferecem. Ampliar o mix com produtos adicionais, tais como recarga de celular são interessantes e podem diferenciá-lo da concorrência.

Estoque

A compra de mercadorias também está diretamente relacionada com o mix. Ou seja, além de ter os produtos certos para atender a sua clientela, você precisa garantir a compra desses produtos, de forma que a sua loja esteja sempre abastecida e não faltem produtos. 

Falta de produtos significa perder vendas e isso é a última coisa que você deseja que aconteça, é ou não é? Mas, é importante destacar: essa compra precisa ser muito bem planejada, porque provavelmente você não dispõe de muito espaço para armazenamento de uma grande quantidade de mercadorias. Além disso, ter produto em casa que não gira, a famosa mercadoria encalhada, é perder dinheiro.



Localização

A localização é outro fator crítico de sucesso do seu minimercado. Procure pontos comerciais em bairros de grande densidade populacional, de preferência, nas proximidades de condomínios residenciais com muitos moradores. 

O acesso fácil, além da segurança da área, são outros aspectos que devem ser levados em consideração, pois você deve estar em locais de passagem do seu público. 

Delivery 

Como falamos antes, uma das principais coisas que o seu cliente procura é comodidade. É isso que faz ele optar por comprar no seu mercadinho ou invés daquele mercado grande, que talvez ofereça até preços mais baratos que o seu. Então, pensando nisso, aproveite isso a seu favor. Ofereça entrega em casa e cative o seu cliente.

Ter horários de atendimento alargados, que ultrapassem o tradicional horário comercial seguem esse mesmo raciocínio e certamente podem fazer a diferença na escolha pelo seu estabelecimento.



Diferenciação

A concorrência nesse setor é acirrada e as margens não são tão altas. Então, para vencer nessa competição, você precisa criar diferenciais, que ampliem a sua oferta de valor para o cliente. Soluções simples nesse sentido acabam trazendo ótimos resultados, tais como:

  • oferecer cafezinho na loja
  • criar promoções periódicas, como o dia das frutas e verduras, ou o dia das carnes, por exemplo, vendendo esses artigos a um preço especial
  • sempre que possível, negocie com os seus fornecedores para oferecer degustação em loja. Os clientes adoram e os itens degustados costumam disparar em vendas.

Gostou de conhecer mais sobre como montar um minimercado? Comenta aqui embaixo se ficou alguma dúvida.



Deixe uma resposta