DATA DO CALENDÁRIO DA 3ª PARCELA E DA 2ª PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 600 | CONTESTAÇÃO DEFENSORIA

Nesse artigo, iremos resumir todas as últimas notícias referentes ao calendário da 2ª e da 3ª parcela do Auxílio Emergencial para quem não faz parte do Bolsa Família.

Ontem o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, deu uma entrevista ao programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes, em que ele comentou diversas questões sobre o auxílio emergencial de 600 reais.


CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O primeiro ponto importante é sobre os calendários de pagamento

O ministro afirmou que o calendário de pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial, para aqueles que não são do bolsa família, deve ser anunciado na próxima segunda-feira, dia 22 de junho.

Outro calendário que também deve ser anunciado no mesmo dia é o da segunda parcela, para aqueles que receberam a primeira em maio.

Inclusive o ministro afirmou que o pagamento dessas respectivas parcelas já devem começar a ser creditados na próxima semana.


ACORDO MINISTÉRIO DA CIDADANIA E DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO

Outro ponto da entrevista que merece destaque é sobre a nova forma de contestação para quem teve o pedido de auxílio negado.

Foi firmado um acordo na última terça-feira, entre o Ministério da Cidadania e a Defensoria Pública da União, em que ficou definido que todos aqueles que tiveram o auxílio emergencial negado podem, a partir da próxima segunda-feira, dia 22, entrar com pedido de contestação de resultado por meio da Defensoria Pública do seu município, de forma gratuita.

Para isso, você deverá apresentar os documentos que comprovem a elegibilidade do recebimento do auxílio.

Segundo o ministro, vai funcionar da seguinte forma:


Você apresenta para o Defensor Público os documentos que comprovam que você está apto para receber o auxílio…

o defensor, então, entra no sistema do ministério da cidadania, valida a documentação da pessoa, e em 48 horas o pagamento é realizado.

E, segundo o ministro, quem fez a contestação pelo site ou pelo aplicativo e não concordou com o resultado ou sequer recebeu uma resposta, também pode fazer a contestação pela defensoria pública.

Então, se você teve o auxílio negado, fique atento a esse novo canal de contestação pela defensoria pública do seu município, que passa a valer a partir da próxima segunda-feira, e pelo que o ministro falou será um caminho até mais rápido para você resolver a sua situação, pois se estiver tudo certo com os seus documentos o pagamento será realizado em até dois dias.

OUTROS PONTOS SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL

Bom… outros assuntos tratados nessa entrevista foram sobre:

  • o programa de renda mínima que o governo quer implementar no próximo ano,
  • as fraudes que vêm acontecendo no auxílio emergencial e que estão sendo investigadas pela polícia federal, e também sobre
  • as devoluções do auxílio emergencial de quem recebeu o benefício indevidamente,

Veja também: Quem receber o Auxílio Emergencial pode ter que devolver em 2021