Empréstimos para MEI: Como conseguir e qual a melhor opção?

dívida caduca
dívida caduca

Antes de tudo: você sabe o que são os empréstimos para MEI? Sabe para que serve, como consegui-lo e como aproveitar suas vantagens sem envolver seu negócio em problemas financeiros?

Se a resposta for não, não se preocupe! Ao longo desse artigo, iremos te explicar tudo o que você precisa saber, sanar as dúvidas mais importantes e clarear esse conceito para você.

A sigla MEI representa ‘microempreendedor individual’, ou seja, um empresário autônomo que está começando a se aventurar no ramo do negócio próprio.

Sabemos que não é fácil manter uma empresa funcionando dentro dos conformes. É preciso manter o foco para administrá-la bem e para que tudo não acabe em prejuízo financeiro.

E cada uma dessas pequenas empresas precisam de um pontapé inicial para funcionar, de um empurrão, um incentivo.



É exatamente onde os empréstimos especiais para microempreendedores entram.

Um negócio precisa de capital para funcionar. De um bom investimento, para que a estrutura e os produtos ou serviços oferecidos possam garantir o retorno que aquele empresário tanto espera.

Esse é o detalhe que desanima muitas pessoas que possuem o sonho de abrir sua própria microempresa: a falta desse capital.

Onde consegui-lo, afinal? E, ainda pior: como consegui-lo sem envolver suas finanças em dívidas infinitas que acabam não compensando nem um pouco?

Pois saiba que é possível. É tudo uma questão de buscar se informar sempre, de expandir sua visão e encontrar as melhores soluções para eventualidades como essa.



Então, basicamente, os empréstimos para microempreendedores fornecem esse dinheiro, para    que o empresário tenha um ponto seguro de partida e possa começar a trabalhar devidamente.

O empréstimo é pago conforme a empresa se desenvolve e consegue atingir determinados níveis de lucro, de forma que a dívida não impeça o empresário de continuar faturando.

Quer entender mais? Vamos lá!

Como conseguir os empréstimos para MEI?

Para conseguir ter acesso a esse recurso e poder investir em tudo aquilo que for necessário, é preciso comprovar que esse dinheiro será exclusivamente aplicado na sua microempresa.

E para solicitá-lo, será necessário apresentar:

  • O certificado de MEI.
  • Identidade, CPF e comprovante de residência.
  • Um plano de investimento completo, detalhando todos os setores e de que formas ele será aplicado.
  • Um documento que comprove a sua renda pessoal e a renda da sua microempresa.

Qualquer empresário com o CNPJ ativo, sem nenhum tipo de pendência judicial, pode solicitar esse empréstimo.

Ele é fornecido por diversas instituições bancárias diferentes e cabe a você decidir qual é de sua maior confiança e possui as maiores vantagens, no seu ponto de vista.



É importante fazer uma pesquisa completa, antes de decidir.

Algumas oferecem linhas de crédito específicas para o setor do seu negócio, condições especiais, vantagens exclusivas para seus clientes. Procure se informar bem.

As taxas de juros a serem pagas, na hora de quitar o débito dos empréstimos para MEI, normalmente são menores e mais flexíveis.

Ou seja: você consegue fazer um bom negócio sem se complicar financeiramente e acabar se envolvendo em dívidas que o faturamento não será suficiente para pagar.



Por isso é importante manter o foco e a competência na hora de tomar decisões importantes assim, que envolvem diretamente o futuro das suas finanças e da sua microempresa.

Não solicite mais dinheiro do que o quanto você precisa para investir pontualmente e impulsionar sua empresa no mercado.

Não haja por impulso para não acabar se complicando com as contas mais tarde.

Como já dissemos, trace um plano certeiro de investimento e o siga. Isso sim irá alavancar o seu negócio e garantir o retorno que você precisa.

Qual a melhor opção?

Como já dissemos, diversas agências bancárias diferentes oferecem esses empréstimos, cada uma com condições e vantagens diferentes para seu cliente.



Portanto, a melhor opção para você é aquela que melhor atende os seus objetivos e expectativas em relação a cada detalhe do empréstimo:

Taxas, juros, prazos, valores e tudo mais. Coloque tudo na ponta da caneta e se programe pensando em cada eventualidade que possa surgir.

O banco que fornece a melhor opção para microempresas de outros setores pode não ser a melhor oportunidade para você, por exemplo.

Assegure-se de estar ciente de tudo, para ter certeza de que é a melhor opção de negócio no seu caso.

Algumas instituições bancárias estão sempre abertas para negociações e, nessas horas, um pouco de jogo de cintura não fará mal algum.

Se ela oferecer segmentos especiais de empréstimos para MEI no seu setor de mercado, por exemplo, essas opções certamente trarão algumas vantagens.



Consultorias especializadas e auxílio técnico na hora de traçar o planejamento perfeito para sua empresa estão entre essas vantagens.

Então faça uma análise completa e bastante atenda de todas as possibilidades diante de você antes de, por fim, tomar uma decisão e pedir esses empréstimos para MEI.

Outras vantagens do empréstimo para microempreendedores:

  • Conseguir mais capital para investir pontualmente pode colocar sua empresa em evidência, fazendo com que ela cresça mais rapidamente.
  • Os juros reduzidos e taxas especiais permitem que você programe bem suas finanças, para não se complicar com as dívidas.
  • É possível aprimorar sua empresa, recursos e mão de obra de forma a oferecer sempre o melhor aos clientes, podendo, assim, mantê-los fiéis à sua marca.
  • Se administrada corretamente, o lucro da sua microempresa logo cobrirá todos os seus gastos com o empréstimo.
  • Você sempre pode negociar os prazos e os juros com seu gerente.

Conclusão:

Os empréstimos para MEI são uma das melhores opções disponíveis para alavancar seu negócio e colocá-lo em um patamar diferenciado logo no início.

Não é esse o objetivo de todo microempresário? Conseguir tirar os sonhos do papel e, então, transformá-los em lucro real? Pois esse é um dos caminhos!

Até mesmo para fundar pequenas empresas é necessário um bom capital de giro e investimentos pontuais em diversos âmbitos:

Mão de obra, matéria prima, qualidade do produto ofertado ao cliente, logística, publicidade e muito mais.



Mas a falta de dinheiro não precisa ser a desculpa que você usa para continuar adiando seus planos, para continuar sempre na sua zona de conforto.

Os empréstimos são uma das opções mais viáveis, se você pretende sair dessa situação de comodismo, colocar as mãos na massa e se tornar um empresário em ascensão.

Mas, atenção: não é para você pedir dinheiro emprestado ao banco e sair aplicando-o em lugares aleatórios sem o mínimo estudo.

É preciso traçar um plano certeiro e segui-lo. Saber administrar cada centavo daquele dinheiro, para que ele gere o retorno e os resultados que você espera.



Isso significa estudar com bastante atenção todas as possibilidades possíveis e escolher aquela que mais se encaixa com os objetivos que você tem para o seu negócio.

Está aí a diferença entre um microempresário de sucesso e um que se perde completamente e acaba falindo, saindo no prejuízo financeiro: a capacidade de administrar bem.

De gerir bem cada setor e ter plena consciência de que cada decisão tomada, cada valor aplicado em diferentes setores possui interferência direta no lucro que será alcançado futuramente.

Mantendo isso em mente e com o dinheiro do empréstimo para MEI te abrindo possibilidades para evoluir, logo o seu negócio estará em um outro patamar, pode acreditar.