Não recebeu o FGTS Emergencial? Veja como recuperar o seu benefício.

FGTS Emergencial

Vamos falar sobre o pagamento do FGTS Emergencial.

Apesar da medida provisória que autorizava o pagamento do FGTS Emergencial de até R$ 1045,00 ter caducado, nós vimos aqui no canal que a Caixa continuará pagando o benefício para todos os trabalhadores, de acordo com o cronograma que eles tinham divulgado anteriormente.



FGTS Emergencial: Calendário de Pagamentos

O calendário com os próximos pagamentos divulgado pela Caixa e que está sendo seguido é o seguinte:

Nascidos em Crédito na conta poupança social digital Disponível para Saque em espécie ou transferência para outras contas
Janeiro 29/06/2020 25/07/2020
Fevereiro 06/07/2020 08/08/2020
Março 13/07/2020 22/08/2020
Abril 20/07/2020 05/09/2020
Maio 27/07/2020 19/09/2020
Junho 03/08/2020 03/10/2020
Julho 10/08/2020 17/10/2020
Agosto 24/08/2020 17/10/2020
Setembro 31/08/2020 31/10/2020
Outubro 08/09/2020 31/10/2020
Novembro 14/09/2020 14/11/2020
Dezembro 21/09/2020 14/11/2020

Fonte: Caixa

Lembrando que a primeira data é quando entra o dinheiro no aplicativo Caixa Tem para movimentações como pagamento de boletos e compras via aplicativo, e a segunda data é quando o dinheiro pode ser sacado em dinheiro ou transferido para uma outra conta bancária.



FGTS Emergencial: Por que o dinheiro não está sendo depositado?

Então, apesar do calendário apresentar as datas de pagamento de acordo com a data de aniversário do trabalhador, o que muita gente acabou percebendo é que, quando chega o dia previsto para o seu pagamento, simplesmente o dinheiro não entra na conta.

A Caixa, no início da divulgação do FGTS Emergencial disse que o banco iria abrir automaticamente uma conta virtual no Caixa Tem para depositar o benefício para os trabalhadores.

O problema é que, na hora de abrir essa conta, eles perceberam que havia alguns cadastros que estavam incompletos por falta de informações, tais como endereço, data de nascimento, nome da mãe, RG, data de emissão do RG, etc. 



Para esses casos que os dados estavam incompletos, as contas digitais simplesmente não foram abertas, mas o trabalhador não recebeu nenhuma informação de que precisava procurar o banco para atualizar o seu cadastro.

Agora que as pessoas começaram a reclamar falando que o dinheiro do FGTS não tinha entrado, o banco informou um meio para que você possa conferir previamente se o seu cadastro está ok e, se não tiver, atualizá-lo para que o FGTS emergencial possa ser depositado.

FGTS Emergencial: Como recuperar o benefício?

Os dados podem ser atualizados pelo próprio aplicativo do FGTS. Basta a pessoa clicar em Saque Emergencial, preencher todos os dados de cadastro e autorizar a abertura da conta digital do Caixa Tem em seu nome.

Essa atualização de cadastro pode ser realizada a qualquer momento, independente da data de pagamento contida no calendário do FGTS Emergencial.

Se a data do seu pagamento ainda não tiver acontecido, ou seja, se você nasceu entre Agosto e Dezembro, basta atualizar as informações e esperar a data de pagamento conforme cronograma que eu mostrei anteriormente.

Porém, se o seu pagamento já deveria ter sido feito, mas a conta não foi aberta por inconsistência cadastral, você vai precisar atualizar os dados e aguardar que o banco reprograme o seu depósito. 



A Caixa não informou em quanto tempo fará isso, mas você pode acompanhar a situação do seu cadastro através de dois canais disponibilizados pelo banco para essa finalidade:

Atenção que esses canais de atendimento são apenas para acompanhamento da sua situação cadastral. A atualização de dados só pode ser feita através do aplicativo do FGTS, disponível tanto para Android quanto para Iphone.

E só para relembrar: tem direito ao recebimento do FGTS Emergencial, de acordo com a Caixa, “todo titular de conta do FGTS com saldo, incluindo contas ativas e inativas, no valor de até R$ 1.045,00 por trabalhador. O saque pode ser feito até 31 de dezembro de 2020.”