Saque em dinheiro pelo PIX em junho: Veja como vai funcionar

Saque em dinheiro pelo PIX em junho: Veja como vai funcionar

  • Post category:PIX

Saque em dinheiro pelo PIX é uma modalidade de recebimento que está sendo instituída pelo Banco Central e estará disponível a partir de junho deste ano.

Mas afinal, como fazer para sacar valor pelo PIX? Quando esse recurso estará disponível e como será o procedimento? Estas e outras dúvidas iremos responder neste artigo!

Continue lendo e tire as suas dúvidas agora mesmo!

 

Como o PIX Funciona? Quem Pode Utilizá-lo?

O PIX é o nome de um recurso digital utilizado para fazer pagamentos e recebimentos. Essa modalidade foi instituída pelo Banco Central brasileiro (BACEN) e passou a vigorar em todos os bancos.

PUBLICIDADE

Com o PIX, é possível fazer um pagamento, de modo que o valor é debitado da conta corrente ou poupança do pagador, e, por sua vez, creditado na conta corrente ou poupança do recebedor.

Você pode estar se perguntando: mas não é assim que as transferências bancárias funcionam?

Bem, a resposta é parcialmente sim! Acontece que ao efetuar o PIX, nem o pagador, tampouco o recebedor, precisam pagar qualquer tipo de taxa, mesmo que o valor seja creditado em contas de outros bancos.

Isso mesmo: em vez de optar por TED ou DOC (neste artigo explicamos a principal diferença entre essas modalidades de transferência), que são pagos, você pode fazer um PIX gratuitamente.

PUBLICIDADE

Outra vantagem do PIX em relação às demais modalidades de transferência é que o valor é creditado instantaneamente. Enquanto os bancos trabalham com transferências convencionais apenas em horário comercial quando é para outros bancos, o PIX cai na mesma hora, independentemente do dia da semana ou do horário.

Por fim, ao pagar com PIX é possível se valer de ferramentas mais modernas como QR Code e chaves próprias, que garantem mais segurança às transações.

 

Como Funciona o Saque em Dinheiro Pelo PIX?

O saque em dinheiro pelo PIX estará disponível no comércio brasileiro. Por meio dele, o consumidor pode transferir valores ao comerciante e receber o valor em espécie.

A partir desse recurso, o brasileiro terá mais oportunidades de sacar dinheiro em locais que não sabem apenas caixas eletrônicos e agências bancárias.

PUBLICIDADE

Outra opção interessante que estará à disposição do consumidor ao efetuar saque em dinheiro pelo PIX, é a seguinte: ao comprar algo no comércio, em vez de efetuar o pagamento referente ao valor total da compra, o comprador pode transferir um valor adicional. Dessa forma, o comerciante devolve ao cliente o valor que foi pago em acréscimo.

Roberto Campos Neto, atual presidente do Banco Central, divulgou essa nova modalidade em junho de 2020.

Mas atenção: para poder efetuar o saque pelo PIX no comércio, é necessário ter saldo em conta corrente ou poupança. Somente dessa forma é possível transferir o valor ao comerciante, que, por sua vez, poderá entregar o valor correspondente ao PIX em espécie ao cliente.

Com a medida, tanto as agências bancárias tradicionais quanto os bancos digitais poderão ser beneficiados, uma vez que os consumidores não dependerão unicamente de caixas eletrônicos para obter dinheiro em espécie.

PUBLICIDADE

É claro que com a possibilidade de saque em dinheiro pelo PIX os clientes também serão beneficiados, pois, se precisarem de dinheiro em espécie em viagens, em locais que não tenham agências bancárias ou fora do horário de atendimento de agências e terminais, podem recorrer ao comércio para o recebimento dos valores.

Por fim, com esse recurso, os lojistas também poderão ser beneficiados, já que ao fornecer a possibilidade de saque em dinheiro pelo PIX, eles mantêm menos dinheiro em espécie nas lojas e mais recursos em conta bancária, aumentando a segurança do local e reduzindo as idas a agências bancárias e instituições financeiras para efetuar depósitos.

Deixe uma resposta