Opções de Empréstimos para MEI em 2021
empréstimos para MEI

Opções de Empréstimos para MEI em 2021

Vamos falar sobre empréstimos para MEI, os microempreendedores individuais, em 2021.

Desde o início da pandemia, em março do ano passado, todos os setores econômicos foram sendo afetados de alguma maneira pela crise.

Sejam mudanças na forma de se relacionar com os clientes, que passaram a comprar cada vez mais a distância tendo a internet, o delivery e o WhatsApp como grandes aliados; seja pela mudança na forma de trabalho, que deixou de ser presencial em muitos casos e passou a ser remota, ou lidar com novos horários de funcionamento e até mesmo o comércio fechado por algum período. Enfim, de uma forma ou de outra, sabemos que neste último ano nada mais foi igual.

Com quem é MEI, a realidade não poderia ser diferente. Empresas tiveram, e muitas ainda têm, que ficar fechadas, sem a possibilidade de realizar nenhuma operação comercial, outras conseguiram funcionar, mas reduzindo consideravelmente o faturamento mensal.

PUBLICIDADE

É por isso que as opções de créditos disponíveis para quem é MEI acabam sendo um alento para as empresas que estão lutando para sobreviver em meio a todas essas dificuldades.

Pensando nisso, no artigo de hoje vamos mostrar algumas opções de empréstimos que estão disponíveis para quem é MEI em 2021, detalhando os valores disponíveis, taxas e condições de pagamento. Quem sabe não está aqui aquela oportunidade que você estava precisando para conseguir se equilibrar e ter um fôlego extra para seguir em frente?

Então, vamos lá, vamos direto ao que interessa.

Empréstimos para MEI: Caixa Econômica

A Caixa Econômica possui uma linha de empréstimos para MEI especialmente voltada para os micro e pequenos empreendedores, formais e informais, chamada de Microcrédito Produtivo Orientado Caixa

PUBLICIDADE

Podem participar empresas que possuam faturamento anual de até R$ 360 mil reais e o valor do empréstimo vai depender das condições da empresa, mas começam a partir de R$300,00 e podem chegar a até R$ 21 mil nas renovações, a uma taxa de juros de 3,49% ao mês e uma taxa de abertura de crédito de 3%.

Essa é uma modalidade em que o prazo de pagamento varia de 4 a 24 meses, dependendo do valor contratado.

Para aderir ao Microcrédito Produtivo Orientado Caixa é necessário ter um avalista, mas o avalista pode ser o próprio empresário no caso de MEI, ou mesmo o aval ser dispensado caso a empresa já tenha solicitado outro empréstimo similar junto à Caixa e não tenha atrasado nenhuma parcela.

Além do avalista, estão entre as exigências feitas pelo banco para conceder o empréstimo:

PUBLICIDADE
  • Ter recebido orientação negocial ou financeira;
  • Usar o dinheiro exclusivamente para impulsionar o seu negócio;
  • Não ter nome em cadastros de inadimplentes, como SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), CADIN (Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal), SERASA (Empresa de Informações de Crédito) e SINAD (Sistema de Inadimplentes da Caixa);
  • ser aprovado na análise de crédito;
  • ter capacidade de honrar a dívida

Para contratar, é necessário se dirigir até uma agência da Caixa ou entrar em contato com o banco via WhatsApp, através do número 0800-726-0104.

Essa não é a única opção da Caixa para quem é MEI. Vou deixar aqui no card o link para um vídeo que fizemos falando de mais uma opção de empréstimo MEI. Nesse caso, é uma linha de crédito de uma parceria entre a Caixa e o Sebrae.

Empréstimo para MEI: Banco do Brasil

Outra opção disponível de empréstimo para MEI é contratar crédito através do Banco do Brasil. 

O Microcrédito Orientado Produtivo disponibilizado pelo Banco do Brasil pode ser usado tanto como capital de giro, quanto para a realização de investimentos.

PUBLICIDADE

Para ter acesso, o MEI precisa ser correntista do banco e estar dentro dos seguintes limites de faturamento:

  • R$ 81 mil por ano, se for MEI;
  • R$ 360 mil por ano, se for microempresa; ou
  • R$ 30 mil de renda mensal, caso seja um empreendedor informal.

O valor do empréstimo, assim como o prazo de pagamento que varia de 5 a 18 parcelas, vai depender da capacidade de pagamento de cada empresa. Mas, vale destacar que o  endividamento da empresa no Sistema Financeiro Nacional não pode ultrapassar R$ 80 mil, excetuando-se desse limite as operações de crédito habitacional.

Assim como o programa de microcrédito da Caixa, o do Banco do Brasil também está sujeito à aprovação e normalmente necessita da presença de um avalista.

Itaú

O Banco Itaú possui uma linha de crédito voltada para atender as necessidades de capital de giro de pequenos negócios, com carência de até 6 meses para pagar a primeira parcela e um prazo de 48 meses, ou seja, 4 anos para quitar a dívida.

PUBLICIDADE

No caso do Itaú, o banco exige a apresentação de alguma garantia antes de emprestar o dinheiro. Essa garantia pode ser na forma de:

  • investimentos que você possua no banco
  • duplicatas, que são os boletos que a operação da sua empresa gera para recebimento de pagamentos dos clientes
  • vendas com cartão de crédito também podem ser usadas como garantia
  • ou então um avalista, que irá funcionar como um fiador garantindo para o banco o pagamento da dívida.

Os valores contratados dependerão da capacidade de pagamento do MEI.

Uma das vantagens dessa proposta do Itaú, é que o empréstimo pode ser contratado através do internet banking, mas é preciso ser correntista do Itaú Empresas, para ter acesso à modalidade.

Cuidados antes de contratar empréstimos para MEI

Como falei no início, contratar empréstimos para MEI nesse momento de crise pode ser a salvação para muitos negócios, mas também precisamos deixar aqui o alerta para que o dinheiro não acabe se tornando uma armadilha para o seu negócio.

PUBLICIDADE

Isso porque, além de avaliar corretamente o valor que a sua empresa precisa, é preciso saber analisar como você fará para honrar a dívida. Se pergunte sempre, antes de contratar o crédito, se o empréstimo é mesmo a melhor solução para a sua realidade e avalie com cautela se conseguirá pagar as prestações assumidas. 

Lembre-se que o não pagamento pode trazer restrições tanto para o CNPJ da sua MEI, quanto para o seu CPF.

Assista o nosso vídeo sobre os empréstimos para MEI:

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta