Liberado saque no App FGTS: veja como fazer
print 'site da Caixa'

Liberado saque no App FGTS: veja como fazer

  • Post category:FGTS

O saque do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – agora pode ser feito no “App FGTS” (aplicativo do FGTS).

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é pago pelo empregador sobre o salário do trabalhador com registro em carteira (CLT). A alíquota é de 8% sobre o salário do empregado.

O FGTS foi criado para, como o nome diz, garantir ou proteger o trabalhador que é demitido sem justa causa, ou seja, quando o trabalhador é surpreendido por uma situação inesperada e que pode levá-lo a passar por dificuldades financeiras.

Para amenizar esse momento difícil, ele recebe o FGTS, quando da sua demissão sem justa causa, essa modalidade e saque é chamada saque rescisão.

Existem, porém, outras modalidades de saque, como, por exemplo, o saque-aniversário e o saque emergencial, o qual foi criado em função da pandemia do novo coronavírus. Veja as regras de saque do FGTS para cada caso no site da Caixa.



Como funciona o saque pelo App FGTS

O aplicativo ou App FGTS foi criado para ajudar o trabalhador a acompanhar sua conta FGTS, garantindo praticidade. Pode-se consultar o saldo, conferir os depósitos e atualizar o endereço, além de localizar os postos de atendimento mais próximos.

Porém, desde o ano passado é possível não apenas consultar o FGTS, como também fazer saque do FGTS  em todas as modalidades previstas em lei.

Além de solicitar o saque, o trabalhador pode indicar uma conta da Caixa, ou de qualquer outro banco, para receber o crédito. Não pode ser indicada conta salário para esta finalidade.

Se mesmo com o passo a passo você não conseguiu acessar o aplicativo, faça contato com a CAIXA pelos números 3004-1104 (Capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0104 (Demais regiões).

Todos as modalidades de saque são possíveis pelo App Caixa, seja saque por rescisão, saque imediato ou emergencial  ou saque aniversário. Além de o usuário poder acompanhar a solicitação do saque.

As regras para os saques do FGTS de forma digital são as mesmas dos saques realizados de forma presencial. Lembrando que o saque aniversario impede o trabalhador de sacar o FGTS após ser demitido, mesmo que seja por justa causa.

Os documentos necessários para a realização do saque podem ser anexados pelo App FGTS. A partir do dispositivo móvel o usuário faz o upload dos documentos.



Como realizar o saque no App FGTS

O primeiro passo é fazer o download e a instalação do App FGTS na sua loja de aplicativos, seja para Android ou IOS.

Fazendo o cadastro:

  • Para fazer o login é necessário o número do CPF, além de outros dados pessoais como, por exemplo, nome completo, data de nascimento e email. O usuário deve criar e cadastrar uma senha de acesso.
  • Após preencher o cadastro, será enviado um link para o email informado, clique no link e confirme seu email.
  • Após fazer o login no App FGTS será necessário, também, confirmar dados sobre o seu trabalho, como, os dados do empregador e o ano da contratação, dentre outros.
  • Para utilizar o App FGTS é necessário aceitar os termos e condições do aplicativo. Após aceitar, clique em “continuar”. O usuário pode optar por cadastrar um número de telefone celular para receber informações sobre seu FGTS.

Realizado o cadastro, o trabalhador pode começar a utilizar as funcionalidades do App FGTS. No caso de realizar o saque, basta escolher a opção “Meus saques”, selecione o motivo, ou a modalidade do saque (rescisão, emergencial, aniversário, falecimento, aposentadoria, doença grave, etc.).

O trabalhador deve cadastrar uma conta bancária de sua preferência para a qual o dinheiro deve ser enviado. Com exceção de conta-salário, pode ser indicado qualquer tipo de conta.

O sistema indicará quais os documentos necessários de acordo com o motivo do saque. Os documentos devem ser anexados por meio do próprio aplicativo que dará as instruções de como fazê-lo.

Os valores disponíveis são indicados pelo aplicativo de acordo com cada caso.

Para ver as regras para saques do FGTS em 2021, clique aqui.



Deixe uma resposta