Aprenda a Fazer um Orçamento Doméstico

Aprenda a Fazer um Orçamento Doméstico

  • Post category:Artigos

Crises domésticas causadas pelo dinheiro são até comuns para muita gente, mas é sempre melhor evitar crises, desgastes familiares e complicações financeiras, pois isso já transcende o âmbito familiar e leva o seu nome para outras instituições que não hesitam em castigar o inadimplente.

Para ter uma vida doméstica bem mais organizada… Ou melhor, mais saudável, adote hábitos que obedeçam a um sistema benéfico para todos que moram juntos. Fazer um orçamento é uma das ações mais sábias que uma pessoa pode fazer ao ir morar sozinha ou com outras pessoas.

O fato triste é que poucas sabem fazer com prioridade um orçamento doméstico, algo que não é difícil e que pode trazer uma elucidação maior sobre o seu dinheiro. Ou seja, sua vida financeira ficará mais prática, mais organizada e dentro do seu terreno de controle. Tudo o que você quer, não é?

COMEÇANDO

Por onde começar? Essa é a grande pergunta. E como muitas pessoas encontram dificuldade em começar, acabam desistindo neste mesmo estágio inicial. O bom é que quando você inicia, todas as dificuldades desaparecem, simplesmente por você perceber que esta tarefa não é o bicho de sete cabeças que muitos pintam por aí. Então, onde você começa?

Primeiro, faça uma lista de todo o dinheiro que entra mensalmente na sua casa. Junte todas as rendas da casa, caso todos tiverem concordado em contribuir com as despesas, o que é sempre mais fácil. Porém, se cada um decidir arcar com os seus gastos, dividindo apenas o aluguel e outras contas, junte apenas a sua renda, claro. Depois disto, o que deve ser feito?

TIPOS DE GASTOS

Agora você deve dividir os seus gastos, começando pelos gastos primários, que são aqueles básicos e que não tem como abrir mão. Geralmente, entre estes gastos se encontram o preço do aluguel, a conta de energia elétrica, custos de transporte e alimentação. São coisas que você vai precisar no seu dia a dia, se quiser ter uma casa pra morar, comida para se alimentar e uma maneira de chegar até o seu trabalho para poder garantir tudo o que foi citado acima.

Os gastos secundários são aqueles como as roupas que você usa, que eventualmente você pode comprar. São aquelas alimentações adicionais das quais você não precisa, mas se sente bem melhor com ela: aquele café, aquele doce, entre outros. Outro exemplos podem ser um computador, uma cama, um sofá novo… Talvez você não precise de nada disso, mas sua vida pode ser bem mais confortável e prática com eles.

Lembre-se que, não precisar, não é o mesmo que desnecessário. Os secundários estão no meio termo entre os necessários e os caprichos.

Falando nos caprichos, eles são os terciários…

Digamos que você quer comprar uma televisão maior, um violão, um Play Station 4, um sofá maior, um chuveiro elétrico mais moderno. Tudo isso são caprichos… São itens dispensáveis… Mas é sempre legal tomar uma ducha quente (super, hiper, mega confort) num dia de frio, não é? O fato que os terciários são relativos.

Depois de listar todos esses gastos, você vai ter que selecioná-los de acordo com a sua prioridade e com o que a sua renda pode cobrir. E aí chegamos à terceira parte.

EQUILIBRANDO O ORÇAMENTO

Para você não ficar no vermelho alguns cortes de gastos podem ser necessários. Digamos que você quer montar uma poupança, mas não tem tanto dinheiro sobrando assim. Que tal cortar aquela assinatura de TV a cabo?

São coisas dispensáveis que, por mais que nos ajudem ou nos tragam mais conforto, não são obrigatórias e ceder espaço para algo mais importante. Por isso, faça uma análise de tudo o que pode ser cortado em prol de uma folga no seu orçamento e para que você possa guardar um dinheirinho a mais para o seu futuro.

 E essa é a parte mais difícil: cortar gastos. Queremos saber de você: qual é o gasto não necessário mais difícil de cortar no seu orçamento?

O Instituto Montanari ACREDITA e INCENTIVA a SUA LUTA pelo SUCESSO, sempre!

Os artigos do Instituto Montanari estão em constante evolução. Aqui você também faz o conteúdo.

Você pode colaborar conosco, enviando sugestões e até os seus próprios textos. 

Ah, você também pode contar a sua história! Para tanto, converse conosco através do e-mail: 

contato@institutomontanari.com.br

Será um prazer imenso fazer contato contigo!

Obrigado!

Deixe uma resposta