Como Investir no Tesouro Direto?

Como Investir no Tesouro Direto?

Como investir no tesouro direto é uma dúvida comum entre quem está começando no mercado financeiro. Esse é um tipo de investimento que todos os traders devem dominar e que pode ser a porta de entrada para grandes ganhos.

O tesouro direto, como você deve saber, é um tipo de investimento em que o investidor basicamente empresta dinheiro ao Governo. Desse modo, os riscos são baixíssimos e a rentabilidade, via de regra, é mais vantajosa que a caderneta de poupança.

Nos tópicos abaixo você irá descobrir como investir no tesouro direto, por onde começar e entender um pouco mais sobre como o lucro é gerado. Se você tem pouca ou até mesmo nenhuma experiência a respeito, não tem problema! Neste artigo iremos destrinchar os conceitos-chave sobre como investir no tesouro direto.

 

Afinal, O Que é Tesouro Direto?

O tesouro direto é um programa implementado em 2002 pela Secretaria do Tesouro Nacional, em conjunto com a B3, que, por sua vez, é a bolsa de valores brasileiro, que explicamos melhor sobre como funciona neste artigo.

PUBLICIDADE

O tesouro direto foi criado com o objetivo de tornar acessível a compra de títulos, permitir que mais pessoas possam investir e arrecadar fundos para o Governo custear o déficit orçamentário.

A compra e venda dos títulos do tesouro direto é feita exclusivamente online. Desse modo, pessoas físicas negociam seus ativos pela internet.

Vale ressaltar que se trata de títulos de renda fixa e que os próprios investidores podem gerenciar seus ativos, de forma rentável e segura. Isso concede autonomia e acessibilidade aos cidadãos, que antes disso, só podiam arrematar títulos públicos por meio de fundos de investimentos.

Ao procurar saber como investir no tesouro direto, certamente o indivíduo está procurando por investimentos conservadores, ou seja, que não representam riscos, e que tenham rentabilidade.

PUBLICIDADE

 

Como Investir no Tesouro Direto?

Para saber como investir no tesouro direto, é necessário considerar que o investidor pode fazê-lo basicamente de duas maneiras: participando de fundos que invistam nesse tipo de ativo, ou diretamente pela Secretaria do Tesouro.

Para efetuar a compra direta, os requisitos são mínimos: basta que o indivíduo tenha CPF e conta em banco ou corretora que esteja habilitada a operar no Tesouro Direto. Praticamente todos os bancos são aptos a efetuarem transações.

Mas, atenção: esses requisitos também são indispensáveis para quem prefere adquirir os ativos por meio de fundos de investimentos.

 

Compra Direta de Ativos do Tesouro Direto

Como você pôde perceber, uma das formas de adquirir esse ativo é diretamente na Secretaria do Tesouro. Isso deve ser feito de forma online.

PUBLICIDADE

Após efetuar o cadastro em um banco ou corretora habilitada a operar no Tesouro Direto, você irá receber uma senha de acesso para que possa efetuar as operações pelo seu computador, sem o intermédio de ninguém.

Quando você adquire títulos públicos, eles podem ser prefixados, ou seja, a rentabilidade é definida no momento da compra, ou pós-fixados – quando a rentabilidade depende de variáveis e não é possível precisar no momento da aquisição. No caso dos ativos pós-fixados, eles estão associados a algum índice, como IPCA, IBOVESPA ou Selic, por exemplo.

Entender isso é importante para analisar qual a melhor opção a investir.

 

Compra Por Meio de Agentes de Custódia

Agente de custódia é o nome que se dá aos estabelecimentos aptos a operarem no Tesouro Direto, e podem ser bancos, instituições financeiras e corretoras.

PUBLICIDADE

Nesses casos, você dá o aval à instituição para que efetue transações em seu nome. O profissional irá identificar as melhores opções, por quanto tempo será o investimento e a rentabilidade.

 

Benefícios do Tesouro Direto

Agora que você sabe como investir no tesouro direto, é importante entender quais são suas principais vantagens:

  • Boa rentabilidade
  • Liquidez assegurada pelo Tesouro Nacional;
  • Baixíssimas taxas de custódia;
  • Possibilidade de investir com pouco capital;
  • Possibilidade de gerenciar por conta própria o investimento;
  • Possibilidade de diversificar os investimentos.

Se você se interessou pela modalidade de investimento, no site oficial do Tesouro Direto você pode simular e conferir as taxas.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta