Como Montar uma Distribuidora de Bebidas

Como Montar uma Distribuidora de Bebidas

Querendo montar uma distribuidora de bebidas e não sabe por onde começar? Você chegou ao lugar certo. 

Essa é a série Como Montar um Negócio e o tema de hoje é Como Montar uma Distribuidora de Bebidas.

Vamos desvendar todas as informações que você precisa saber para montar um negócio como esse, necessidade de investimento, vantagens e os pontos críticos que você deve  observar com atenção para garantir o sucesso do seu negócio.



Mercado

Para começar, vamos responder à pergunta que todos os aspirantes a empreendedores precisam fazer em relação ao negócio que desejam montar: afinal, vale a pena montar uma distribuidora de bebidas?

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja, o mercado cervejeiro brasileiro responde por 2% do PIB no país.

Esse mercado possui números realmente expressivos. Para você ter uma ideia, considerando dados de 2019:

  • quase 3 milhões de pessoas trabalham nesse setor
  • que paga cerca de R$ 28 milhões em salários e recolhe aproximadamente R$ 21 bilhões só em impostos
  • são cerca de 1,2 milhão de pontos de venda de cerveja no Brasil e, nesses lugares, a venda de bebidas, incluso água e refrigerante, representa de 40 a 60% do faturamento do negócio. Muito, não é mesmo?

Mas, nem tudo são flores.

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que o consumo per capita de bebida vem diminuindo ao longo dos anos. Em 2010, o consumo per capita era de 8,7 litros de bebida. Seis anos depois, esse consumo tinha passado para 7,8 litros. Uma redução ainda sutil, considerando esse intervalo de tempo, mas que já aponta uma tendência crescente em todo mundo.

Mas, por enquanto, podemos dizer que ainda há sim muito potencial para um negócio como uma distribuidora de bebidas. E repare que estamos falando apenas de cervejas, sem contar o mercado de sucos, refrigerantes e muito mais!



Investimento: Distribuidora de Bebidas 

E quanto custa abrir uma distribuidora de bebidas?

O Sebrae estima que, para começar um negócio como esse você precisará dispor de cerca de R$ 60 mil, para aquisição de equipamentos como freezers, balcões, engradados, pallets, carrinhos de transporte. Você também precisará de uma estrutura física de cerca de 50m².

Esse espaço deve envolver:

  • a área de depósito, garantindo que as bebidas estejam corretamente armazenadas;
  • uma área de atendimento e vendas, que funciona como uma espécie de showroom para que o seu consumidor conheça os produtos que você possui e possa inclusive fazer degustações das novidades;
  • e um pequeno espaço para escritório e controle administrativo.

Vantagens

Agora vamos falar das principais vantagens de empreender com uma distribuidora de bebidas: 



Potencial do Negócio

Esse é, sem dúvidas, um dos principais atrativos. Como vimos antes, o mercado consumidor de bebidas no Brasil é enorme, o que traz para o seu negócio um amplo segmento de público a ser trabalhado. 

Mas, para começar, é importante que você identifique o seu nicho nesse enorme mercado e invista nele. Conheça os hábitos de consumo, ou seja, a frequência, a quantidade e as preferências, tanto de estilo de bebida, quanto das marcas preferidas. Isso lhe possibilitará ter o produto certo para atender o seu exigente público.

Não precisa de conhecimento técnico especializado

Para ter sucesso nesse ramo não precisa de nenhum conhecimento técnico mais complexo. A operação de uma distribuidora de bebidas é relativamente simples. 

Porém, algumas habilidades contam muitos pontos a favor do negócio, tais como o conhecimento do setor de bebidas e a habilidade de conhecer os produtos disponíveis, bem como os gostos e preferências dos consumidores. 

Outra característica que faz a diferença é a habilidade de negociação, para conseguir os melhores preços e prazos ao lidar com as gigantes fabricantes de bebidas. 



Negócio escalável

Uma vantagem de abrir a sua distribuidora de bebidas é que esse é um negócio escalável. Você pode começar pequeno e ir crescendo à medida que vai ampliando a demanda por seus produtos. Assim você pode crescer de forma sustentável, o que é ótimo para a saúde financeira do seu negócio.

Fatores críticos de sucesso

distribuidora de bebidasEstá interessado em abrir uma distribuidora de bebidas? Vamos então falar daqueles fatores que merecem a sua maior atenção, ou seja, que são aspectos críticos para que você alcance sucesso nesse segmento. 



Precificação 

Saber precificar os seus produtos é fator decisivo para a sustentabilidade da sua empresa. Esse é um ramo de muita concorrência e margens baixas, então é preciso toda a atenção do mundo ao estabelecer os preços para garantir que você conseguirá honrar o pagamento dos fornecedores e conseguir o lucro esperado no final do mês.

Relacionamento com os fornecedores

Para melhorar as suas margens, a manutenção de ótimos relacionamentos com os fornecedores é fundamental, para que consiga os melhores preços e prazos na hora de adquirir os produtos. 

Existe a possibilidade de negociar contratos de exclusividade que podem render descontos especiais, além de verba para marketing, empréstimos de geladeiras, freezers e outras vantagens para o seu negócio, então vale a pena olhar para isso com atenção. 

Outro aspecto desse relacionado que não deve ser negligenciado por você é o cumprimento dos prazos de pagamento negociados. Só assim você garante um bom histórico enquanto comprador e consegue as melhores negociações.



Gestão de estoque

O estoque também é outro ponto chave para uma distribuidora de bebidas. Falta de bebidas significa perder vendas, da mesma forma que ter bebidas encalhadas representa dinheiro parado e ninguém quer nem uma coisa, nem outra, não é mesmo? 

Para garantir um bom equilíbrio nesse sentido, existem três indicadores que você deve acompanhar para saber se está no caminho certo:

– o giro do estoque, que corresponde à quantidade de vezes que o capital investido em estoque é recuperado através da venda dos produtos. Quanto maior esse índice melhor;

– a cobertura do estoque, que significa o tempo que o estoque que está dentro de casa consegue suprir vendas futuras sem necessidade de reposição;

– e nível de serviço ao cliente, que representa a quantidade de vendas perdidas porque você não tinha em casa a mercadoria que o cliente desejava.

Ainda falando de estoque, não deixe de levar em consideração as sazonalidades típicas do consumo de bebidas. No carnaval, por exemplo, a compra precisa ser bem maior. 

Diferenciais

Como a concorrência na venda de bebidas é enorme, para a sua distribuidora se sobressair, é importante que você invista em diferenciais. Entrega a domicílio, venda de produtos complementares como petiscos ou carvão para o churrasquinho ou o aluguel de conservadoras térmicas, mesas, cadeiras e freezers, podem fazer a diferença. Isso, para o cliente, significa a possibilidade de ele resolver toda a vida em um só lugar. Praticidade é a palavra aqui!



Capital de giro

O Sebrae estima que uma empresa dessa área deve reservar cerca de 20 a 30% do seu investimento para capital de giro. Esse dinheiro servirá para cobrir eventuais oscilações de caixa e garantir a fluidez financeira do negócio. 

Lembra-se que o tamanho do seu capital de giro deve estar diretamente relacionado ao prazo de pagamento que você oferece para os seus cliente. Quanto maior esse prazo, mais necessidade de capital de giro você terá.

E então, gostou de conhecer um pouco mais sobre como montar uma distribuidora de bebidas? Ficou com alguma dúvida? Comenta aqui embaixo.

Veja também o artigo Como Montar uma Casa de Sucos.



Deixe uma resposta