Oferta de crédito agrícola: 12 bilhões liberados
Imagem de David Mark por Pixabay

Oferta de crédito agrícola: 12 bilhões liberados

O crédito agrícola foi ampliado pela Caixa Econômica Federal para R$ 12 bilhões. Esse é o crédito do Custeio Agro Antecipado disponível para o primeiro semestre deste ano.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em transmissão pela internet nesta segunda-feira (22), dos R$ 12 bilhões disponibilizados para o crédito agrícola em dezembro de 2020, R$ 8 bilhões já foram contratados.

O valor disponibilizado (R$ 12 bilhões) é dividido da seguinte forma: R$ 4 bilhões são para investimento e R$ 8 bilhões são destinados para financiar atividades de custeio, comercialização e industrialização. O montante é disponibilizado no semestre atual, para a safra que começa no meio de 2021.

O presidente da instituição afirmou que isso é um recorde na Caixa Econômica Federal, segundo ele “Eram, antes, R$ 3 bilhões, então nós já temos quatro vezes mais que a carteira anterior”. A expectativa do banco é de que todas as operações sejam contratadas até o mês de abril.

PUBLICIDADE

Durante a live, a ministra da agricultura, Teresa Cristina, considerou fundamental para o agronegócio a ampliação da participação do banco nesses investimentos, segundo ela “”O agro brasileiro cresceu muito e nós precisamos de mais bancos chegando”.

 

Crédito agrícola, modalidades contempladas

Nessa linha de crédito agrícola são diversas as modalidades contempladas, dentre elas algumas são voltadas para pequenos agricultores e assentados da reforma agrária, como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura), no qual os recursos se destinam à aquisição de insumos e pagamentos de serviços. As taxas de juros são a partir de 2,75% ao ano, variando de acordo com o empreendimento financiado.

Outra modalidade contemplada pelo crédito agrícola é o Pronamp – Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural. Pode ser solicitado por proprietários rurais, posseiros, arrendatários ou parceiros, observadas as devidas restrições. As taxas de juros são a partir de 4% ao ano, podendo variar. Nessa modalidade as linhas de custeio e de investimento permitem financiar tanto despesas inerentes ao ciclo produtivo, quanto ações de implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e serviços para a melhoria da atividade agropecuária da propriedade.

De acordo com a Caixa, os recursos atendem a diversas finalidades, mas priorizam as principais culturas do país, como soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, como também atividades pecuárias.

PUBLICIDADE

 

Crédito Agrícola Caixa, breve histórico

Entre janeiro e dezembro do ano passado, o volume de recursos emprestados em operações de crédito agrícola cresceu 73% comparado ao ano de 2019.

Os R$ 12 bilhões liberados para o primeiro semestre de 2021 é um volume considerável, levando em conta que nos últimos 8 anos a Caixa emprestou cerca de R$ 44 bilhões ao agronegócio, beneficiando produtores rurais, cooperativas e agroindústrias. Apesar do aumento considerável, o volume ainda é pequeno comparado a outros bancos que tem forte atuação no setor como, por exemplo, o Banco do Brasil.

Segundo o presidente da Caixa, ainda durante a live, para mudar esse cenário, o banco pretende ampliar para R$ 40 bilhões a carteira anual de crédito agrícola até o final de 2022.

Nesse sentido, também serão abertas 21 novas agências da Caixa Econômica Federal especializadas no agronegócio, os municípios escolhidos para sediarem as novas agências foram definidos com base em estratégias de atuação do banco para o setor e no potencial da região para esse mercado. Assim, mais trabalhadores rurais terão acesso aos recursos, o agronegócio é fomentado, empregos são gerados e a economia brasileira é favorecida como um todo.

PUBLICIDADE

Confira os municípios que receberam as agências da Caixa especializadas no crédito agrícola:

Centro-Oeste

  • Canarana/MT
  • Chapadão do Sul/MS
  • São Gabriel do Oeste/MS
  • Campo Novo dos Parecis/MT
  • Porangatu/GO
  • Cristalina/GO
  • Primavera do Leste/MT
  • Sorriso/MT
  • Dourados/MS
  • Rio Verde/GO

Nordeste

  • Bom Jesus/PI
  • Barreiras/BA
  • Petrolina/PE

Sudeste

  • Patrocínio/MG
  • Araxá/MG
  • Uberaba/MG
  • Bauru/SP
  • Uberlândia/MG

Sul

  • Campo Mourão/PR
  • Uruguaiana/RS
  • Guarapuava/PR

Fonte: site oficial da Caixa Econômica Federal.

Deixe uma resposta