Golpe do FGTS: Como evitar

Golpe do FGTS: Como evitar

  • Post category:FGTS

O golpe do FGTS vem sendo aplicado por meio do aplicativo Caixa Tem.

Os golpistas utilizam o CPF dos trabalhadores, acessam o aplicativo Caixa Tem, informam um email falso e se apropriam do dinheiro do trabalhador.

O caso vem sendo investigado pela Polícia Federal.

 

Como acontece o golpe do FGTS

Os canais virtuais criados pelo Governo para facilitar a vida do trabalhador acabaram facilitando, também, o golpe do FGTS.

PUBLICIDADE

Diversas matérias publicadas pela mídia expõe a fragilidade da segurança dos dados pessoais dos cidadãos brasileiros e como é fácil comprar esses dados em um mercado clandestino. Isso acontece há muitos anos.

Para dificultar ainda mais a vida do cidadão, uma empresa de segurança virtual divulgou em 19 de janeiro de 2021 que um megavazamento de dados (nomes, CPFs e dados de veículos, dentre outros) ocorreu. Especula-se que o SERASA foi responsável pelo vazamento, porém não foram divulgados dados oficiais do vazamento.

A recém-criada Agência Nacional de Proteção de Dados (ANPD) está investigando o caso. A multa para as empresas responsáveis pelo vazamento pode chegar a R$ 50 milhões, além de outras sanções previstas na Lei Geral de Proteção de Dados, aprovada em 2018 e que entrou em vigor em agosto de 2020 .

Segundo a empresa, embora não se saiba exatamente como ocorreu o vazamento, mais de 200 milhões de brasileiros (pessoas físicas e jurídicas) podem ter sido expostos. O número de pessoas expostas pode ser maior que a população brasileiro, isso porque a lista inclui pessoas já falecidas.

PUBLICIDADE

Os golpistas, em posse do CPF do trabalhador, se aproveitam das falhas do sistema Caixa Tem que não requer informações para confirmar a identidade. Para ter acesso ao aplicativo basta informar o CPF e um email, que pode ser qualquer um, e nesse ponto é que os golpistas informam um email falso e ficam com o dinheiro do FGTS.

O dinheiro é depositado automaticamente em contas de poupança digital na caixa e acessado pelo aplicativo Caixa Tem. Durante um período fica disponível apenas para transações virtuais, como, por exemplo, pagamento de boletos. Os golpistas geram boletos falsos e pagam esses boletos pelo aplicativo, tomando posse, dessa forma, do dinheiro do trabalhador.

 

Como evitar o golpe do FGTS

Para evitar o golpe do FGTS, o ideal é que o trabalhador se cadastre o quanto antes no aplicativo FGTSe confira sempre o seu saldo. Para evitar que terceiros se cadastrem em seu nome.

Uma vez cadastrado o CPF no aplicativo não pode haver um novo cadastro, portanto, essa é a medida mais preventiva que o cidadão pode tomar contra o golpe do FGTS.

PUBLICIDADE

É importante cadastrar uma conta bancária para crédito do FGTS, assim quando o golpista tentar realizar o saque o dinheiro será destinado para a conta que o trabalhador cadastrou antecipadamente.

No extrato, confira se há saques automáticos (feitos pela própria Caixa) com valores de R$ 1.045,00 e R$ 500,00, os códigos desses saques automáticos são, respectivamente, COD 19E e COD 50. Se o trabalhador não efetuou o saque desses valores o dinheiro é devolvido automaticamente para a conta, e a devolução irá aparecer no extrato como AC REPOSIÇÃO.

É importante que o cidadão não utilize outros canais que não sejam oficiais e não clique em links recebidos por SMS, WhatsApp ou outras redes sociais. Também é importante atualizar o antivírus do navegador, não utilizar rede de wifi aberta e nem computadores públicos.

A Caixa não envia links e não solicita dados por outros meios virtuais, como SMS e emails, por exemplo. Portanto, nunca forneça seus dados em outros sites ou aplicativos. Esses links suspeitos podem instalar programas espiões no seu aparelho eletrônico e roubar seus dados.

PUBLICIDADE

Muitos trabalhadores foram vítimas do golpe do FGTS, bem como muitos tiveram seu auxílio emergencial roubado. Uma boa parte nem tomou conhecimento, pois o trabalhador só toma ciência do golpe quando tenta se cadastrar no aplicativo e recebe um aviso de que o seu CPF já está cadastrado.

Nesse caso, o trabalhador que foi vítima do golpe do FGTS deve procurar uma agência da Caixa e entrar com um pedido de contestação. Se esse pedido for negado, pode ser solicitada a reanálise da contestação.

Quer saber mais sobre saque do FGTS pelo aplicativo, clique aqui.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta