Quantas parcelas de seguro-desemprego tenho direito? Aprenda a calcular
Imagem de Bruno /Germany por Pixabay

Quantas parcelas de seguro-desemprego tenho direito? Aprenda a calcular

Uma dúvida recorrente do trabalhador é a quantas parcelas de seguro-desemprego ele tem direito e qual valor irá receber.

O seguro-desemprego é um benefício pago pelo governo e consiste em um dos mais importantes direitos do trabalhador. Ele oferece um auxílio em dinheiro ao trabalhador desempregado por um período determinado.

O pagamento é realizado por meio da Caixa Econômica Federal sendo que os recursos são custeados pelo FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

A Lei nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990, regulamentou o pagamento das parcelas de seguro-desemprego, o Abono Salarial e instituiu o Fundo de Amparo ao Trabalhador.

PUBLICIDADE

 

Quantas parcelas de seguro-desemprego e quais critérios para receber

Para receber o benefício e saber quantas parcelas de seguro-desemprego o trabalhador tem direito, primeiro é preciso conhecer os requisitos.

O requisito principal é que o trabalhador tenha atuado em regime CLT, sem isso não é possível nem mesmo pensar em solicitar o benefício.

O motivo da dispensa do trabalhador deve ser “dispensa sem justa causa”, que é quando o trabalhador não cometeu nenhum ato que motivou a sua dispensa. Essa informação deve constar no termo de rescisão do contrato de trabalho, no qual constam também informações pessoais do trabalhador e informações sobre a empresa.

O benefício de seguro-desemprego é também oferecido para o trabalhador que teve contrato suspenso em razão de participação em programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador.

PUBLICIDADE

Os pescadores profissionais em período de defeso que é quando a pesca fica proibida por motivo de preservação das espécies e equilíbrio do meio ambiente, também tem direito as parcelas do seguro-desemprego. O período de defeso é instituído pela IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Nesse caso, valor do benefício é estipulado em um salário-mínimo

O trabalhador resgatado da condição análoga à de escravo é outra categoria que tem direito ao benefício.

 

Quantas parcelas de seguro-desemprego e como receber

O trabalhador, de posse de toda a documentação da sua rescisão trabalhista e dos seus documentos pessoais, deve solicitar o benefício presencialmente ou por meio virtual.

Presencialmente, o trabalhador pode se dirigir até o SINE – Sistema Nacional de Emprego, ou as SRTE – Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (agendamento pela central 158), ou em outros postos credenciados pelo Ministério da Economia. Verifique quando for solicitar o benefício se o atendimento presencial está restabelecido na sua cidade pois ele foi suspenso em todos o país em razão da pandemia do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

Na modalidade virtual, o trabalhador pode solicitar por meio do Portal Gov.Br, ou por meio do aplicativo “Carteira de Trabalho Digital” disponível para Android e IOS.

Ao solicitar o benefício o trabalhador receberá a informação de quantas parcelas de seguro-desemprego e qual valor irá receber. Se comprovar que trabalhou por 6 meses no mínimo, receberá 3 parcelas, 4 parcelas se comprovar 12 meses, e, comprovando 24 meses, recebe 5 parcelas, que é o número máximo de parcelas independente do tempo trabalhado.

Para solicitar pela primeira vez o seguro-desemprego o trabalhador precisa ter atuado por no mínimo 12 meses com carteira assinada em regime CLT. Para solicitar pela 2ª vez, precisa ter trabalhado por 9 meses. Já na 3ª e demais, no mínimo 6 meses de trabalho. O prazo entre um pedido e outro deve ser de, pelo menos, 16 meses.

No ato da solicitação, o trabalhador pode informar uma conta na qual o valor das parcelas deve ser creditado. O benefício é creditado automaticamente na conta informada. Se for correntista da Caixa o dinheiro é creditado direto na conta do beneficiário, desde que não seja conta conjunta.

PUBLICIDADE

Em caso de não haver indicação de conta o dinheiro fica disponibilizado para pagamento nos canais, quais sejam: Unidade Lotérica, Correspondente Caixa Aqui, no Autoatendimento da Caixa, mediante uso do Cartão do Cidadão, com senha cadastrada, ou ainda nas Agências da Caixa.

Confira a tabela para cálculo dos valores, em vigor a partir de 11/01/2021.

Faixas de Salário Médio dos 3 meses anteriores à dispensa necessários ao cálculo do Seguro-Desemprego Cálculo da Parcela
  até R$ 1686,79     multiplica-se o salário médio por 0,8
  de R$ 1.686,80 até R$ 2.811,60 o que exceder a R$ 1.686,79 multiplica-se por 0,5 e soma-se com R$ 1.349,43
  acima de R$ 2.811,60     o valor será invariável de R$ 1.911,84

Fonte: https://www.gov.br/trabalho/pt-br/assuntos/trabalhador/seguro-desemprego/seguro-desemprego-formal

Atenção: O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do Salário Mínimo.

PUBLICIDADE

Aplicativo Caixa Trabalhador, você se informa sobre o Abono Salarial e o Seguro-Desemprego, confere o calendário de pagamentos, consulta as parcelas liberadas e ainda tira dúvidas.

Teve seu seguro-desemprego bloqueado, clique aqui e veja como solucionar.

Deixe uma resposta